23 de abr de 2012

CEB Santa Paulina faz festa na Vila Hortinha


Por Sidnei Martins e Cléber Sérgio de Seixas
Na noite de dia 21 de abril, com muita musica e um show de prêmios, a CEB Santa Paulina promoveu uma verdadeira festa na Vila Hortinha pra arrecadar recursos para as atividades daquela comunidade eclesial.

Mais de duzentas pessoas participaram da festa que aconteceu nas imediações da rua Maria Olinda da Conceição, localizada à entrada da Vila Hortinha. A comunidade se mobilizou e conseguiu muitos prêmios junto a comerciantes de Ribeirão das Neves. Foram sorteados jogos de panelas, um oratório que veio de Portugal, uma entrada para 4 pessoas no rodízio de churrasco no Engenho, dentre outros.

A Vila Hortinha fica entre os bairros Santa Marta, Porto Seguro, Nova União e Campo Silveira, e conta com uma população de aproximadamente 820 habitantes distribuídos em cerca de noventa residências. É uma vila formada por pessoas trabalhadoras e de bem que vivem sem infraestrutura de esgoto, drenagem e em situação permanente de risco, conseqüências diretas da ausência de ações do poder público na região.

Há mais de seis anos os moradores vêm lutando pela implantação da rede de esgoto na vila. Entretanto, o descaso e a demora por parte da prefeitura fez com que os moradores se organizassem para reivindicar seus direitos. Com a presença das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, os moradores conseguiram fundar a Comunidade Católica da Irmã Paulina. Com o apoio do Padre José Geraldo e da Arquidiocese de Belo Horizonte eles compraram uma casa onde são feitas as celebrações e também as reuniões da futura Associação Comunitária dos Moradores da Vila Hortinha (ASCOVILA).



Os moradores pediram o auxílio da Rede Nós Amamos Neves e a mesma se faz presente com projetos de intervenção na área social. A ACIBEN (Associação Pelo Bem Nevense), em parceria com os estudantes Cléber Sérgio, Sidnei Marques e Vera Carmo, alunos da cadeira de Serviço Social da Faculdade UNOPAR, promoveram uma pesquisa sobre a vila sob a supervisão da assistente social Conceição Augusta. A pesquisa mapeou a realidade da vila e os dados extraídos subsidiarão ações da futura associação de bairro, dentre outros projetos. Atualmente, os estudantes auxiliam os moradores na constituição da Associação dos Moradores da Vila Hortinha.

Convém salientar que a atuação da Rede Nós Amamos Neves, especificamente pelo empenho de Edna Angélica Gomes, possibilitou a formação da primeira turma do MOVA (Movimento de Alfabetização de Adultos) na comunidade. A presença de Cléber, Maurício, Wilson e Edna Gomes, integrantes da Rede Nós Amamos Neves, tem contribuído para o avanço da organização dos moradores. Outras presenças importantes junto ao povo da vila foram as das irmãs da Imaculada Conceição Joérica, Ivani e Elizabete, sendo que as duas últimas atualmente não atuam mais no município.

É interessante notar que nesse momento de eleições vários políticos vão se vangloriar, dizendo que são parceiros da luta da Vila Hortinha e afirmando que são lideres naquela comunidade. Entretanto os moradores da vila a duras penas e há mais de seis anos tentam resolver seus problemas praticamente desassistidos pelo poder público nevense. Estão, portanto, atentos às manobras de políticos oportunistas.

Questões que deveriam ser de simples solução, como a desapropriação de um morador cuja casa foi construída sobre uma área sob a qual deverá passar uma rede de esgoto, o que demanda desapropriação e indenização, permaneceram “engavetadas” por anos. Não fosse o empenho dos moradores e a colaboração de indivíduos de fora da comunidade, mas simpáticos à causa da mesma, a implantação do esgoto das imediações da vila ainda aguardaria muitos anos mais, mesmo que a verba indenizatória estivesse disponível.

O empenho dos moradores da Vila Hortinha mostra que a máxima citada por Frei Betto é atual e verdadeira: “governo é igual a feijão, só funciona na pressão”. Sob a inspiração dessa frase, que os moradores da Vila Hortinha saibam a cada dia reivindicar seus direitos, cobrando dos poderes executivo e judiciário locais seus deveres.

Parabenizamos os moradores da Vila Hortinha pelo belo trabalho de luta por dias melhores e fazemos votos de que as conquistas não parem por ai.

Abaixo reproduzimos mais algumas fotos do evento realizado no dia 21 de abril pelos moradores da Vila Hortinha.















Um comentário:

Tarcízio Alves disse...

É isto aí, companheirada. Só com a união, o despreendimento e força de vontade, se constroi um nova força de mobilização. Parabéns à Rede Nós Amamos Neves. Vocês fazem a diferença. Porque Poder Público... Só pensam em se locupletarem.
Um abraço.