29 de mar de 2012

Neves coleciona obras inacabadas

Por Cléber Sérgio de Seixas *

O jornal MGTV que foi ao ar ontem (28/03) mostrou que a cidade de Ribeirão das Neves possui um vasto acervo de obras inacabadas. De escolas a rodovias, muitas são as construções que tiveram um começo, mas não foram adiante por conta da burocracia e inépcia nas esferas estadual e municipal.

A mais emblemática dessas obras é a de duplicação da LMG 806, que está totalmente parada, tendo sido abandonada logo após o resultado do pleito que definiu como governador do Estado de Minas Gerais o senhor Antônio Anastasia.

Enquanto os acidentes graves se multiplicam na rodovia , sobretudo no trecho que liga a região central de Neves a Justinópolis, as erosões provocadas pelas chuvas criam crateras nos pontos onde houve ampliação da pista com vistas ao asfaltamento, além do mato que cresce nesses mesmos locais. No último domingo, o transbordamento de um córrego provocou a interdição de um trecho da LMG 806 próximo ao bairro Neviana, causando a paralização do trânsito por várias horas.

A duplicação dessa rodovia é uma reivindicação antiga dos moradores e significaria mais fluidez, agilidade e segurança no deslocamento entre as três regiões do município: Veneza, centro de Neves e Justinópolis. No entanto, o que se vê é apenas descaso e a suspeita de que o dinheiro público está sendo mal administrado pelos gestores.

Enquanto o governo do Estado parece ter abandonado a duplicação da LMG, as obras de construção de mais um complexo prisional no município vão de vento em popa, confirmando mais uma vez a triste alcunha que pesa sobre os ombros de Ribeirão das Neves: cidade dos presídios.

Reproduzo abaixo o vídeo da reportagem.



* Cléber Sérgio de Seixas participa da Rede Nós Amamos Neves

Nenhum comentário: