6 de mar de 2012

2011, o ano da Rede

Por Cléber Sérgio de Seixas

O ano de 2011 foi muito produtivo para a Rede Nós Amamos Neves. Para quem não sabe o que é a Rede Nós Amamos Neves, explico que se trata de uma entidade que congrega movimentos sociais, associações comunitárias, cidadãos comuns, empresários, etc, que juntos lutam pela mudança da realidade social de Ribeirão das Neves, esta tão sofrida cidade mineira cujo IDH é o menor dentre os municípios da RMBH (Região Metropolitana de BH).

Ribeirão das Neves coleciona dois adjetivos nada positivos: cidade dos presídios e cidade dormitório. Essa fama não é infundada porque Neves abriga hoje a maior população carcerária de Minas Gerais (cerca de 13%) e é uma cidade que experimentou um boom populacional dos anos 70 em função do baixo custo de aquisição dos imóveis, sendo a cidade da RMBH que mais cresceu demograficamente. O vertiginoso aumento populacional não se fez acompanhar de um aumento nos postos de trabalho, obrigando a maior parte de sua população economicamente ativa a buscar emprego e trabalho em cidades vizinhas como Belo Horizonte e Contagem, o que justifica o segundo adjetivo supracitado.

A Rede foi criada em 2005 tendo como bandeira inicial a luta contra a implantação do presídio José Martinho Drumond em Ribeirão das Neves. De lá pra cá as demandas se diversificaram e a Rede atua em várias frentes de interesse popular, auxiliando as associações de moradores, atuando junto a movimentos pela melhoria no transporte público da cidade, em prol dos direitos das mulheres, a favor da preservação do meio ambiente, contra a corrupção e pela moralização na política. Além disso, a Rede apóia movimentos sociais fora do município, como ocorreu recentemente com o apoio às famílias da comunidade Dandara (BH).



No ano passado a Rede protagonizou uma série de eventos de relevância social para o município de Ribeirão das Neves. Dentro os eventos organizados pela Rede em 2011, convém destacar os seguintes:
- 13/02/11 - Manifestantes da Rede fecham um trecho da rodovia BR-040 para protestar contra a construção de mais presídios. Não tarda para a PM chegar e dissolver a manifestação;
- 10/04/11 - Membros da Rede e lideranças comunitárias promovem uma pacífica caminhada ecológica rumo às proximidades do canteiro de obras do futuro complexo prisional. Apesar de a manifestação ter sido previamente comunicada às autoridades competentes, os caminhantes são barrados no meio do caminho por agentes do GIT (Grupo de Intervenções Táticas) fortemente armados. A ação é desproporcional, haja vista que a maioria dos manifestantes é composta de idosos, mulheres e crianças;
- 26/04/11 – Em audiência pública solicitada pela Rede e encabeçada por deputados da Comissão de Direitos Humanos da ALMG, cerca de 400 cidadãos nevenses manifestam ao legislativo mineiro seu descontentamento com a vinda de mais presídios para a cidade.
- 16/06/11 - militantes da Rede participam da reunião organizada pelos gestores responsáveis pela construção na cidade do novo complexo prisional em regime de PPP (Parceria Público-Privado). Na ocasião, a população diz um sonoro "não" à construção de mais presídios na cidade;
- 31/07/11 – A Rede organiza o 1° Encontro de Movimentos Populares de Ribeirão das Neves. Apesar de ser num domingo, o Encontro arregimenta um número considerável de representantes de movimentos sociais do município e de outras localidades;
- 07/09/11 – A Rede organiza o Grito dos Excluídos. A manifestação é marcada por repressão policial, culminando na detenção arbitrária de um manifestante, que é preso por portar uma faixa com dizeres contrários à corrupção política local, à empresa que monopoliza o transporte público no município (Transimão) e à construção de mais presídios na cidade. É bom destacar que Ribeirão das Neves foi a única cidade mineira onde houve repressão ao Grito dos Excluídos;
- 10/12/2011 – Para lembrar o Dia Internacional dos Direitos Humanos e o aniversário de 58 anos de Ribeirão das Neves, sob intensa chuva, a Rede promove um debate sobre temas afins.

Em 2011, a Rede colheu muitas vitórias, apesar de ter tropeçado em algumas pedras pelo caminho - nada que abalasse o ânimo dos aguerridos militantes desse movimento que tem assumido o protagonismo na luta por uma Ribeirão das Neves mais justa e humana para seus munícipes.

No vídeo abaixo o companheiro de lutas Sidnei Martins fala sobre sua experiência enquanto militante de movimentos sociais e membro da Rede Nós Amamos Neves, além de apresentar um breve histórico da Rede, mostrando as expectativas e os desafios que 2012 reserva para esse importante movimento.



Publicado originalmente no blog Observadores Sociais

Nenhum comentário: